Vedapren Preto Balde 18l

R$ 455,90

VEDAPREN é uma manta líquida, de base asfalto elastomérico e aplicação a frio sem emendas, pronta para uso e moldada no local. Cobre a estrutura com uma proteção impermeável e
apresenta ótimas características de elasticidade, flexibilidade e aderência, tendo uma grande durabilidade.

Especificações Técnicas: 

  • Densidade: 1,02 g/cm³
  • Aparência: Preto(a)
  • Composição básica: Emulsão asfáltica modificada com elastômeros.
  • Validade: 24 meses
  • calhas de concreto.
  • Preparo do substrato
  • A base deve estar limpa e seca, sem impregnação de produtos que prejudiquem a aderência, como desmoldantes, graxa, agentes de cura química, óleo, tintas, entre outros. Caso 
  • haja falhas ou fissuras na base, estas devem ser tratadas e corrigidas antes da regularização. Certificar-se também da correta localização e fixação dos coletores e tubulações. No 
  • piso, executar regularização com argamassa desempenada e não queimada no traço 1:3 (cimento:areia média) prevendo caimento mínimo de 0,5% em áreas internas e 1% em 
  • áreas externas, em direção aos coletores de água. No rodapé, executar regularização com argamassa no traço 1:3 (cimento:areia média) arredondando os cantos e arestas com raio 
  • mínimo de 5 cm. Recomenda-se deixar uma área com altura mínima de 40 cm com relação à regularização do piso e 3 cm de profundidade para encaixe da impermeabilização. Para 
  • aumentar a aderência entre a base e a argamassa de regularização, utilizar o adesivo de alto desempenho para argamassas e chapiscos, com o BIANCO. Depois de executadas as 
  • regularizações já existentes, verificar se estão íntegras e não têm trincas que venham a exigir um reforço local da impermeabilização. Se houver, limpá-las removendo o pó e aplicar 1 
  • demão de VEDAPREN diluído em 10% de água limpa. Aguardar a secagem e colocar em toda a extensão da trinca uma tira de tela de poliéster estruturante para impermeabilização, 
  • como o VEDATEX, que servirá de reforço. Em seguida, aplicar outra demão de VEDAPREN sem diluição. Aguardar a secagem da argamassa de regularização, por, no mínimo, 7 dias, 
  • antes de aplicar o produto.


Preparo do produto;

  • Produto pronto para uso. Misturar o produto antes da aplicação, utilizando ferramenta limpa a fim de evitar a sua contaminação.


Aplicação;

  • O VEDAPREN é aplicado como pintura, com trincha ou vassoura de cerdas macias, em demãos, respeitando o consumo por m² para cada campo de aplicação, com intervalo mínimo 
  • de 8 horas entre cada demão, à temperatura de 25 °C. Apenas na 1ª demão, o VEDAPREN deve ser diluído em, no máximo, 10% de água limpa para proporcionar melhor 
  • penetração do produto. Recomenda-se que despeje o produto da embalagem sobre o local a ser impermeabilizado aos poucos, para proceder a aplicação. Nos rodapés, a 
  • impermeabilização deve subir 30 cm no encaixe previsto da regularização. Em pontos críticos (juntas, ralos, cantos, arestas e tubos emergentes), e lajes de grandes áreas (acima de 
  • 50 m²), executar um reforço entre a 1ª e a 2ª demãos, utilizando-se tela de poliéster estruturante para impermeabilização, como o VEDATEX. Em áreas que possuam banheiras, a 
  • impermeabilização deve ser feita sobre a regularização do piso e subir nos rodapés até uma altura de 30 cm acima da banheira. Finalizada a impermeabilização, aguardar no mínimo 7 
  • dias para a secagem do produto, conforme a temperatura, ventilação e umidade relativa no local e comprovar a estanqueidade do sistema em toda área impermeabilizada no 
  • período mínimo de 3 dias. -Proteção. Após o teste de estanqueidade deve ser feita a proteção mecânica do sistema de impermeabilização. Inicialmente sobre o piso, colocar um 
  • filme de polietileno como camada separadora sobre a última demão do VEDAPREN e, em seguida, aplicar argamassa no traço 1:3 (cimento:areia) com espessura mínima de 2 cm. No 
  • rodapé sobre a manta líquida, executar chapisco com argamassa no traço 1:3 (cimento:areia média) aditivado com adesivo de alto desempenho para argamassas e chapiscos, com o 
  • BIANCO intercalando as camadas de chapisco com tela estruturante de PVC ou similar. A proteção mecânica deve ser devidamente dimensionada para suportar os esforços à qual 
  • estará sujeita e deve ser prevista execução de juntas de dilatação e dessolidarização, conforme projeto.
  • Consumo aproximado
  • -áreas molhadas e molháveis - mínimo 3 L/m²
  • -lajes até 100 m² - mínimo 3 L/m²
  • -lajes acima de 100 m² - mínimo 4 L/m²
  • -jardineiras e floreiras - mínimo 3 L/m²
  • -calhas de concreto - mínimo 3 L/m²
  • -paredes de gesso acartonado - mínimo 3 L/m².

Campos de Aplicação; 

  • áreas molhadas e molháveis (banheiros, sacadas, varandas, cozinhas e áreas de serviços)
  • lajes
  • jardineiras e floreiras

Rendimento;

  • Pote de 1 L (1,02 kg) - Consumo de 3 L/m² - Rendimento de 0,3 m² / Consumo de 4 L/m² - Rendimento de 0,2 m²
  • Galão de 3,6 L (3,7 kg) - Consumo de 3 L/m² - Rendimento de 1,2 m² / Consumo de 4 L/m² - Rendimento de 0,9 m²
  • Balde de 18 L (18,4 kg) - Consumo de 3 L/m² - Rendimento de 6 m² / Consumo de 4 L/m² - Rendimento de 2,0 m²
  • Tambor de 200 L (204 kg) - Consumo de 3 L/m² - Rendimento de 66 m² / Consumo de 4 L/m² - Rendimento de 50 m²